A Serra Gaúcha retornou para a bandeira vermelha no sistema de distanciamento controlado do governo do estado. A região, que havia ficado nesta situação na semana retrasada, tinha voltado para a bandeira laranja nesta semana. A nova classificação foi divulgada no final da tarde desta sexta-feira, 26.

De acordo com o governo estadual, apesar de nenhum dos indicadores de velocidade do avanço ter obtido bandeira vermelha ou preta, o agravamento se deu pelos dois indicadores de Incidência de Novos Casos sobre a População, pela Mudança da Capacidade de Atendimento da macrorregião e pelo impacto da alteração para bandeira vermelha no indicador de Capacidade de Atendimento mensurada pelo Estado como um todo.

Ainda conforme o estado, o indicador de hospitalizações confirmadas para covid-19 registradas nos últimos sete dias reduziu 14% entre as duas semanas, passando de 88 na semana anterior para 76 na atual. Porém, mesmo que o avanço da doença tenha reduzido na velocidade, o número de internados por SRAG em UTI (de 50 para 62), o número de internados em leitos clínicos Covid (de 51 para 57) e de internados em leitos de UTI Covid (de 38 para 40) cresceram. Além disso, o indicador de leitos de UTI livres dividido pelos leitos de UTI ocupados por pacientes com covid-19, mensurado para a macrorregião, permanece em situação de risco alto, com bandeira vermelha (com 1,88 leito de UTI adulto livre para cada leito de UTI adulto ocupado por Covid na região). Por fim, o indicador da Mudança da Capacidade de Atendimento também se agravou, passando de bandeira amarela para laranja, reflexo da redução de 12% no número de leitos de UTI livres no último dia para atender Covid (de 85 para 75).

O mapa do Distanciamento Controlado apontou piora em outras regiões além de Caxias do Sul, como Erechim, Palmeira das Missões, Passo Fundo e Santo Ângelo. Somadas a Porto Alegre, Capão da Canoa, Novo Hamburgo e Canoas, há nove regiões na bandeira vermelha. Os prefeitos terão até domingo, 28, para argumentar e apresentar números que comprovem a capacidade de voltar para a bandeira laranja. Caso contrário, as medidas valerão a partir de terça-feira, 30, com o fechamento dos serviços não essenciais.

A situação de cada município e os protocolos de segurança para cada setor podem ser conferidos através do site distanciamentocontrolado.rs.gov.br.

Leia Também

Deixe o seu comentário!