Um grupo de lojistas representantes do Centro de Compras Farroupilha compareceu na Spaço FM nesta sexta-feira, 26, para reivindicar o direito de abrirem suas lojas nos finais de semana. O shopping de compras deve obedecer as regras estabelecidas de abertura e fechamento do comércio, conforme prevê os decretos do governo estadual e municipal, motivados pela alta no número de casos da covid-19 e o colapso no sistema de saúde, onde não há leitos clínicos e em UTIs no estado.

Para os lojistas Juliano Settin, Rita de Cássia de Proença e Giovani Frosi, a luta é pelo diálogo com as autoridades competentes no sentido de obter o direito de trabalharem aos sábados e domingos. Eles sugeriram realizar uma troca com o fechamento dos estabelecimentos na segunda, terça e até mesmo na quarta-feira, para abrirem no final de semana, mas não estão tendo respostas.

Os representantes salientaram que o faturamento de segunda a sexta-feira não cobre os custos fixos, pois a maior clientela é de outras cidades. Outro item observado pelos lojistas é que 70% do faturamento ocorre nos sábados e domingos e que esse é o momento forte da temporada, onde muitos lojistas que compraram mercadorias agora tem que pagar a conta.

Para finalizar, eles ressaltaram que em relação aos cuidados com a disseminação do vírus, o Centro de Compras obedece todos os protocolos de segurança e não haveria motivos para o fechamento nestes dias.

Confira no áudio abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!