Os servidores do Poder Judiciário estão em greve contra a extinção do cargo de oficial escrevente. A mobilização iniciou nesta terça-feira, 24, em diversos municípios do Rio Grande do Sul, em virtude de um projeto de lei que está tramitando na Assembleia Legislativa que busca substituir o posto de trabalho pela função de técnico judiciário.

O líder do protesto em Farroupilha, Robson Sima participou do programa Panorama e explicou que com a aprovação, cerca de 3,5 mil vagas serão extintas e o serviço será prejudicado. Sima contou que mesmo com a paralisação, 30% do efetivo mantém o atendimento a serviços de urgência realizados pelo Fórum. Ele também destacou que não há previsão para encerramento da greve.

OUÇA A ENTREVISTA NO ÁUDIO ABAIXO

Áudios

Deixe o seu comentário!