O programa Fim de Expediente desta segunda-feira, 18, recebeu no quadro Jogo Rápido o engenheiro mecânico Enio Ferreira, o vereador de Caxias do Sul Rafael Bueno, que estava acompanhado do seu assessor Daniel Corrêa, o presidente da Cics, Daniel Bampi e o presidente da Associação dos Usuários de Rodovias do Rio Grande do Sul (Assurcon), Davi Vicenzo.

No programa foram debatidos diversos temas polêmicos, entre eles a falta de uma segunda opção para os serviços de emergência no município, pois o atendimento do Samu passa pelo crivo da central de atendimento com sede em Porto Alegre. Além disso, Vicenzo expressou sua opinião sobre o Daer. “Eles são manipulados pelo Sindicato dos Empreiteiros do estado”, pontuou.

OUÇA O PROGRAMA NA ÍNTEGRA NO LINK ABAIXO

 

Outro ponto abordado pelos convidados, foi sobre as más condições das rodovias que cruzam o município, quais sejam, a ERS-122 que por 15 anos foi pedagiada no km 64 entre Farroupilha e Caxias do Sul, e a RSC-453.

Vicenzo afirmou que o governo é uma marionete nas mãos dos empreiteiros de estradas, de modo que os papeis estão invertidos e ninguém faz nada para mudar essa situação. “Eles são manipulados pelo sindicato dos empreiteiros do estado do Rio Grande do Sul”, concluiu.

O presidente fez uma referência ao Sindicato da indústria da construção de estradas, pavimentação e obras de terraplenagem em geral no Estado do Rio Grande do Sul (Sicepot).

OUÇA ABAIXO UM TECHO DA ENTREVISTA

Leia Também

Contêineres são depredados no centro de Farroupilha

Kajuru chama Gilmar Mendes de bandido e questiona seu patrimônio

“O governo Bolsonaro ainda não se apresentou e a reforma da previdência será benéfica para o Brasil”, destaca Clóvis Tramontina

Áudios

Deixe o seu comentário!