O chefe de Gabinete de Farroupilha, Vandré Fardin (PSB), afirmou que o cercamento eletrônico é uma ferramenta para diminuir os índices de crimes no município.

De acordo com Fardin, o sistema ficará totalmente instalado e funcionará a partir da segunda quinzena de março. “O objetivo do cercamento eletrônico é salvar vidas e aumentar a segurança das pessoas”, destacou.

O chefe de Gabinete revelou que o sistema não multará em um primeiro momento e a decisão de acionar o dispositivo de autuações será tomada após estudos. “Tudo isso vai ser estudado amplamente, ao longo do tempo as pessoas vão ficar sabendo. Quando começar a funcionar, pode ter certeza que as pessoas vão gostar desse projeto”, resumiu.

O sistema será controlado por um Centro de Controle Operacional (CCO) que ficará na Rua Ângelo Bartelle, 91, no centro. O cercamento eletrônico terá 75 câmeras fixas, sendo que 10 serão câmeras PTZ (equipamentos com rotação 360º) e quatro de reconhecimento facial. Além disso, os equipamentos ainda terão leitores de placas e controle de tráfego pelos semáforos.

O CCO funcionará todos os dias da semana, de forma ininterrupta. Entre os pontos que serão monitorados estão a ERS-448, Rodovia dos Romeiros, RSC-453, ERS-122, VRS-813 e Linha Machadinho. O projeto conta com um investimento de R$ 2,8 milhões.

OUÇA O ÁUDIO ABAIXO 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!