O presidente da Associação dos Recicladores de Farroupilha (Arfa), Diego Neves comentou sobre o incêndio que aconteceu na noite da quarta-feira, 6, no pavilhão onde são separados os resíduos urbanos para a reciclagem.

Ele garantiu que o local não estava abandonado e justificou que haviam sido paralisadas as atividades somente no período de Natal e ano novo. Neves salientou que cerca de 11 famílias trabalham de segunda a sexta-feira no pavilhão e é dali que sai o sustento destas pessoas. 

Ele lamentou o incêndio e agora espera ajuda da prefeitura. “No meu ponto de vista foi incêndio criminoso sim”, desabafou. O presidente também comentou sobre o pedido dos moradores próximos sugerindo a mudança do pavilhão para outro local e salientou que isso é uma decisão que passa pela prefeitura. Quanto à diretoria da Arfa, ele ressaltou que não existe disputa nenhuma, até porque são sempre as mesmas pessoas que trabalham ali.

A secretária de Planejamento e Meio Ambiente, Cristiane Girelli Chiele compareceu ao local, salientou que não conhecia o pavilhão e que irá se apropriar da situação. Ela reconhece que o local necessita de melhorias e justificou que providências deverão ser tomadas. Sobre a mudança de endereço, a secretária ressaltou que qualquer posicionamento nesse momento seria prematuro.

Confira abaixo as entrevistas na galeria de áudios

Áudios

Deixe o seu comentário!