O mecânico de manutenção, Rodrigo Branquiel, de 35 anos, mora na Rua Antônio Sachet, no bairro Primeiro de Maio, em Farroupilha. Ele sofreu um acidente em 29 de fevereiro, e em decorrência disso precisou passar por uma cirurgia no braço, o que o impossibilitou de continuar trabalhando.

Segundo Branquiel, ele não conseguiu se encostar porque os seus atestados médicos já haviam expirado. Ele relatou que vem sofrendo dificuldades econômicas por estar há cinco meses sem receber. "Estou com a minha luz cortada em casa, minha água está cortada, estou dependendo dos meus pais para levar comida para mim”, desabafou.

Ele questionou os motivos de não estar recebendo o benefício, uma vez que tem todo os documentos para se encostar. Branquiel contou que pediu para uma funcionária do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) anexar dois documentos que faltavam no sistema, mas recebeu a resposta negativa. “Ela falou que não era serviço deles”, contou. Segundo o jovem, há várias pessoas que estão passando pela mesma dificuldade.

Branquiel ainda agradeceu a comunidade, pois tem recebido doações para conseguir manter a sua família e sustentar principalmente sua filha que nasceu há 15 dias. A Viver Aposentadoria ofereceu assessoria gratuita para auxiliar Rodrigo a conseguir se encostar. Mais informações sobre o caso podem ser obtidas pelo telefone (54) 9 9663-4705.

OUÇA O ÁUDIO ABAIXO 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!