O padre José Mussoi afirmou que as igrejas da comunidade de São José, em Farroupilha, estão fechadas pela falta de fiéis no local. Segundo o padre, outro motivo que faz as portas dos templos estarem trancadas é a pouca segurança. “Já estão furtando mesmo elas estando fechadas. Perdemos uma imagem e um sino bonito. Não temos como rezar missa em duas igrejas, não temos fiéis nem para uma”, analisou.

De acordo com o Mussoi, seria interessante que em algum momento a igreja restaurada ficasse aberta para visitação, mas alertou que para isso uma pessoa responsável precisaria permanecer no local desde a abertura até o fechamento das portas.

Uma das igrejas da comunidade de São José foi restaurada e reinaugurada pela administração municipal no começo de dezembro de 2016 e passou a ser patrimônio histórico do município.

As benfeitorias como escoramento, restauração e pintura da igreja foram pagas com recursos oriundos da Lei de Incentivo a Cultura (LIC), referente a tributação de empresas privadas. A edificação foi construída em 1886 pelos imigrantes italianos e é considerada a primeira igreja edificada em alvenaria no Rio Grande do Sul.

OUÇA O ÁUDIO ABAIXO 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!