O líder do governo na Câmara de Vereadores, Fabiano Piccoli (PT) afirmou que o registro policial feito pelo suplente de vereador Raul Herpich (PDT) contra ele serve como estratégia para tirar o foco do real problema que está vivendo, que é a denúncia do Ministério Público (MP) por formação de quadrilha e desvio de dinheiro dos associados das cooperativas habitacionais Meu Pedaço de Chão e Terra Nossa.

Conforme Piccoli, suas palavras retrataram o sentimento dos cooperativados ao ler a denúncia contra Herpich. "Os cooperativados há mais de 10 anos sofriam nas mãos de uma administração, segundo a denúncia, fraudulenta e com desvio de recursos”, pontuou.

Leia também 

“Ao ler o processo eu sentia nojo do que ele fez”, declara Fabiano Piccoli sobre Raul Herpich

Vereador Raul Herpich é acusado pelo Ministério Público de desviar ao menos R$ 1,1 milhão de cooperativas habitacionais

Suplente de vereador registra ocorrência de injúria e difamação contra líder do governo na Câmara

O líder do governo sugeriu que Herpich guarde suas energias para se defender da acusação do MP. Ele espera que o processo finalize dentro dos trâmites legais, assim o suplente de vereador poderá sofrer penalidades pelos seus atos.

Piccoli manteve suas afirmações e ressaltou que a representação judicial contra ele é um direito de Herpich como cidadão, entretanto, os acontecimentos não se apagarão. "Sou próximo de muitos cooperativados que tinham o sonho da casa própria e esse sonho foi roubado”, lamentou.

Piccoli afirmou não ter receio de ser representado judicialmente, pois não tem medo de dizer a verdade.

Ouça o áudio abaixo 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!