A informação é da promotora de Justiça, Jeanine Mocelin que confirma que o processo está bastante adiantado e que o próximo passo é o julgamento. O caso corre em segredo de justiça e impede que sejam divulgados os nomes dos réus e das vítimas. Ela atualizou as informações sobre as ocorrências criminais do município. Acompanhe a entrevista completa no áudio abaixo. 

Áudios

Deixe o seu comentário!