A liminar feita pela prefeitura de Farroupilha, que pedia a abertura do comércio e restaurantes após o anúncio de bandeira vermelha para a região, foi negada na manhã desta terça-feira, 21.

No pedido, Farroupilha solicitava que os restaurantes pudessem abrir com 25% da capacidade, servindo com todos os cuidados previstos em bandeira laranja. Outra medida buscada no documento era permitir a entrada de um cliente por atendente no comércio.

Segundo o prefeito Pedro Pedrozo (PSB), a justiça argumenta que o município está subordinado ao estado e precisa seguir o decreto estadual. O prefeito afirmou que as entidades da região estão pedindo mudanças nos critérios do sistema de distanciamento controlado. O objetivo é dar mais autonomia aos municípios. "Nós, Farroupilha, queremos ter o direito de decidir sobre nossas vidas", comentou.

OUÇA O ÁUDIO ABAIXO  

 

Áudios

Deixe o seu comentário!