A primeira-dama de Farroupilha, Ariane dos Santos Feltrin comentou sobre o retorno das atividades na produção de fraldas dentro do Projeto Querer Bem.

Conforme Ariane, cerca de 300 pessoas estão cadastradas no projeto e aproximadamente 230 necessitam mensalmente desse auxílio, o que representa 24 mil unidades entregues gratuitamente por mês.

Ela ressaltou que o trabalho é voluntário e muitas pessoas que estão auxiliando na fabricação fazem parte do grupo de risco, o que impede uma produção necessária. Por este motivo, neste mês houve a necessidade da aquisição de 60 mil fraldas prontas para que nenhuma pessoa fique desassistida.

A maior preocupação da primeira-dama é com a falta da matéria-prima no mercado e o número reduzido de voluntários para a fabricação das fraldas. "Hoje estamos com quatro pessoas trabalhando, mas com nosso esforço iremos honrar nossos compromissos", destacou.

Ela salientou que a entrega ocorre sempre na última quarta-feira de cada mês, mas em razão da pandemia e para evitar aglomeração, este mês será na semana de 25 a 29 de janeiro.

Confira no áudio abaixo

 

Áudios

Deixe o seu comentário!