A Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne) sugeriu ao governo estadual a bandeira vinho para a Serra Gaúcha. O objetivo da entidade é retomar a economia na região, que está prejudicada por conta das restrições da bandeira vermelha.

Uma das medidas da bandeira vinho é permitir os restaurantes funcionarem com 25% da capacidade do local. O comércio não essencial é outro setor que poderia trabalhar nesse protocolo com 30% dos trabalhadores em estabelecimentos com mais de três funcionários e um cliente por atendente dentro do local. Quando houver mais de três funcionários, a bandeira cor de vinho permite um cliente a cada 16 metros quadrados.

Na área da educação, as pessoas poderiam trabalhar com 25% de trabalhadores e 25% de estudantes. Já os serviços operariam com 50% de funcionários e 25% da lotação local. A proposta será analisada pelo governador Eduardo Leite (Psdb). O governo do estado deverá anunciar atualizações do sistema de distanciamento controlado nesta sexta-feira, 31.

Leia Também

Deixe o seu comentário!