A idosa, Maria Biasoli, 69 anos, que havia sido resgatada de incêndio em residência na Linha Jacinto, em Farroupilha, foi encontrada morta na manhã desta sexta-feira, 7. Ela foi retirada da casa durante o sinistro e dormiu em uma outra casa na mesma propriedade, mas não acordou na manhã desta sexta.

De acordo com a cunhada da vítima, Margarete Biasoli, Maria possuía deficiências físicas e mentais. Durante a manhã, ela foi acordá-la para trocar sua fralda e dar o café da manhã, mas Maria não respondeu. A idosa estava na casa que foi atingida por um incêndio por volta das 21h15 desta quinta-feira, 6, na Linha Jacinto no interior de Farroupilha. O sinistro aconteceu na propriedade da família Biasolli, junto ao complexo do Espaço Biazolli.

Maria Biasoli será velada na Capela Santo Antré Avelino, em Linha Jacinto, no Segundo Distrito de Farroupilha. O sepultamento ocorre às 9h deste sábado, 8, no cemitério da mesma localidade.

Como aconteceu

O Corpo de Bombeiros foi acionado e quando chegou ao local cerca de 80% da estrutura de madeira já havia sido atingida. Quatro pessoas que moravam na casa conseguiram sair e resgatar dois animais de estimação, sendo que outros dois morreram no sinistro.

Os agentes utilizaram cerca de cinco mil litros de água para controlar as chamas e moradores das proximidades auxiliaram no combate com tratores que transportam água para que os bombeiros apagassem as chamas. O trabalho de rescaldo foi encerrado por volta da 1h30 desta sexta-feira, 7.

A proprietária da residência, Margarete Biasoli, participou ao vivo do programa Panorama e contou sobre o ocorrido. Ela contou muito abalada sobre os preparativos para este final de semana de Dia das Mães, no qual a família faria um almoço especial.

Em 2017 outra casa da família foi consumida pelo fogo no mesmo local.

OUÇA A ENTREVISTA NO ÁUDIO ABAIXO

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!