Sem a manutenção necessária, as rodovias que ligam a serra gaúcha, a cada dia que passa aumenta mais o número de buracos. Para piorar a situação, a chuva que cai há uma semana, dificulta o tráfego e aumenta o risco de acidentes. O grande fluxo de caminhões, mesmo que sem carga, contribuem, junto da umidade, para que as crateras se formem. O fato se agrava quando os veículos de carga estão com sobre-peso, o que geralmente ocorre. Diante de tudo isso, os motoristas relatam os piores trechos e pedem providências.

Áudios

Deixe o seu comentário!