A suspensão da prova de vida foi mantida até 30 de setembro pelo Instituto Nacional do Seguro Social (Inss). A decisão faz parte das medidas do governo para controlar a pandemia. O atendimento presencial que estava programado para retornar em 31 de julho também foi prorrogado para 3 de agosto.

A suspensão da prova de vida havia sido decidida em março, no início da pandemia no Brasil, pelo período de 120 dias. A prova de vida consiste em provar que os beneficiários estão vivos, evitando fraudes e pagamentos indevidos.

Leia Também

Deixe o seu comentário!