Uma menina de quatro anos de idade sofreu abuso sexual na casa do avô, que fica no bairro Humaitá, em Bento Gonçalves. O caso foi registrado no último dia 15 de fevereiro na Delegacia de Polícia.

A mãe da menina relatou no boletim de ocorrência que a menina se queixava de dores toda vez que ia na casa do avô, aos finais de semana, onde sofria o abuso. Ainda conforme a menina, o avô tocava em suas partes íntimas e realizava o ato com a língua. A criança foi submetida a exames através de uma perícia para confirmar a denúncia.

Número de casos impressionam no mês de fevereiro

A Delegacia de Atendimento Especializado a Mulher (Deam) divulgou que até o dia 20 de fevereiro foram dez casos de abuso de vulnerável registrados em Bento Gonçalves, ou seja, uma média de um caso a cada dois dias.

Segundo dados de estatísticas, a maioria dos estupros acontece dentro de casa. 70% das crianças e adolescentes são estupradas por conhecidos como padrastos, pais, tios, primos ou vizinhos.

Trabalho de prevenção

Em Bento Gonçalves, professores da rede pública de ensino estão sendo orientados para ficarem atentos a qualquer mudança comportamental das crianças.

Dúvidas podem ser tiradas com o Conselho Tutelar de qualquer município.

Leia Também

Deixe o seu comentário!