O comandante interino do 36º BPM, major Juliano Amaral, comentou sobre a prisão da mãe, do pai e da irmã do suspeito que teria roubado com outros três comparsas, dois casais de jovens na madrugada de domingo, 27, na Rua Barão do Rio Branco, nas proximidades do bairro Do Parque.

Conforme o major, os policiais tentaram capturar os elementos, mas foram impedidos por familiares de um dos suspeitos, de 24 anos, que seria o proprietário do um Focus preto utilizado na ação.

Dentro do veículo foram encontrados um simulacro de pistola e dois celulares que pertenciam às vítimas, além de outro telefone sem procedência.

O comandante alertou que qualquer pessoa que impedir a ação da polícia na elucidação de um crime, responde também por ato criminoso e é preso junto. "Qualquer pessoa que colabora com um criminoso é tão criminoso quanto ele e vai responder pelo crime praticado”, concluiu.

Confira no áudio abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!