A Polícia Civil de Farroupilha aderiu a greve estadual nesta quarta-feira, 13, contra o novo plano de carreira proposto pelo governador Eduardo Leite. A paralisação tem duração de dois dias e somente casos contra a vida e flagrantes serão atendidos nesse intervalo.

Os crimes menores deverão ser registrados na Delegacia Online. As operações especiais como investigações e cumprimento de mandados de prisão estão suspensas. Já a Brigada Militar (BM) está realizando suas atividades normalmente. 

Recentemente, Leite propôs mudanças no plano de carreira dos servidores públicos do estado para os próximos dias. Com as novas medidas o gestor estadual pretende gerar até R$ 25 bilhões em 10 anos. Questões vinculadas à incorporação de gratificações, o plano de carreira para o magistério, o abono famíliar, vale-refeição, entre outros, são os principais pontos da medida.  

Leia Também

Deixe o seu comentário!