A Polícia Civil divulgou nesta segunda-feira, 2, a conversa entre a madrasta e o menino de sete anos morto em Imbé, no litoral norte do estado. Conforme a polícia, as conversas foram encontradas nos celulares aprendidos das duas mulheres.

Essa é mais uma das provas que a polícia estava buscando e que comprovam o crime que levou a morte da criança na última quarta-feira, 28. O corpo ainda não foi encontrado, mas a mãe afirmou que teria jogado a criança no rio. O Corpo de Bombeiros segue na busca.

Na conversa a companheira da mãe ameaça a criança e diz que se ela fizer xixi, vai bater nela até quebrar seus ossos. "Eu vou te cuidar. Se a tua mãe chegar e tu te mijar eu te desmonto a pau. Eu te desmonto, eu te desmonto, eu te desmonto e tu vai sair todo quebrado, se tu se mijar, eu pego o teu mijo e esfrego na tua cara. Tu tá entendendo? E vai ser bem tranquilo pra mim".

A polícia já colheu provas que apontam que o menino, depois de morto, foi jogado no Rio Tramandaí pela própria mãe, que já foi presa. De acordo com a polícia, as conversas encontradas no celular da companheira foram determinantes para a prisão dela e seriam uma comprovação da sua participação no crime.

Confira o áudio abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!