O pré-candidato ao governo do estado, Edegar Pretto (PT), respondeu as declarações de opositores que classificam o ex-presidente Lula como ladrão.

Pretto salientou que respeita as posições contrárias pelo lado político, porém quando ouve críticas desrespeitosas de certos políticos e partidos, o eleitor começa a perder as esperanças de que esses partidos ou liederanças possam opontar o caminho certo para administrar um estado como o Rio Grande do Sul.

O deputado afirmou que esses políticos continuam com as mesmas narrativas de ataques, pois não conseguem fazer um comparativo do governo Lula com o atual governo, o qual ajudaram a eleger.

Pretto ressaltou que o ex-presidente Lula foi vítima da política oposicionista que até hoje não conseguiu provar nada contra ele por todas as acusações que foi submetido. “O Lula foi condenado 21 vezes e absolvido 21 vezes”, rebateu.

O deputado salientou ainda que encarceraram Lula para que não pudesse concorrer contra Bolsonaro, e que o candidato do PT, Fernando Haddad, se fosse eleito, teria feito muito mais do que o atual presidente.

Edegar Pretto exaltou que hoje Lula está livre, sem ódio e com vontade absoluta de recuperar o Brasil. Ele destacou que o governo Lula proporcionou aos brasileiros, maior poder aquisitivo, salário com 70% acima da inflação, as empresas vendiam como nunca e elevou o Brasil com a 6ª economia do mundo, hoje está na 12ª posição.

O deputado relembrou também que no governo de Lula, a cesta básica tinha um valor de R$ 270, e hoje está próximo de R$ 700, sem falar no aumento de combustíveis que somente este ano sofreu 15 aumentos.

Ele também atacou o governador Eduardo Leite (Psdb), salientando que é um governo de manchete e de internet, completamente sem sintonia com os interesses da população gaúcha.

O pré-candidato ressaltou que terá orgulho em caminhar ao lado de Lula durante a campanha, onde segundo ele, as pesquisas apontam vitória de Lula ainda no primeiro turno.

Ele finalizou reafirmando que respeita as opiniões contrárias porque isso é o bom da política, por esse motivo ele estará conversando com a população com o objetivo de escutar e ser escutado.

Confira no áudio abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!