O capitão da Brigada Miltar, do 36º BPM, Daniel Tonatto, que coordenou a operação de resgate de uma mulher que estava sob a ameaça do companheiro na noite deste domingo, 17, no interior de uma residência localizada na Rua HIlário Hilgert, no bairro São Francisco, passou detalhes sobre o evento.

Durante entrevista à Spaço FM, o capitão reforçou que a Sala de Operações (SOP) recebeu a informação do próprio homem que estava de posse da mulher e que iria cometer um crime.

Segundo Tonatto, os policiais foram ao local e ao se apresentarem foram recebidos a tiros. Houve então o pedido de reforço do policiamento e se deu início às tratativas para libertar a mulher.

Conforme o capitão o homem se mostrava irredutível em todas as possibilidades de conversa e negociação. Foi então necessária a presença do policiamento especializado em resgate à reféns através do Batalhão de Operações Especiais (Bope) de Porto Alegre.

Ele ressaltou ainda que utilizaram a presença de pessoas da família e amigos do homem, para que ele se entregasse, já que atentava contra a vida da mulher e a própria vida.

Após esgotadas todas as possibilidades de negociação, a polícia invadiu a residência para salvar a companheira, e iniciou o confronto. O homem foi atingido e a mulher libertada sem ferimentos.

Ele foi socorrido ao Hospital São Carlos, mas não resistiu aos ferimentos e veio ao óbito. "Ele não foi possível, mas ela saiu ilesa”, concluiu.

O homem foi identificado como Jair Camargo da Silva, 50 anos.

Confira a entrevista no áudio abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!