Um oficial de justiça foi preso em flagrante na última quarta-feira, 6, após extorquir um leiloeiro em Flores da Cunha. De acordo com o Ministério Público (MP), ele exigiu parte do valor que ficaria com a vítima após a venda de um imóvel em um leilão.

O pavilhão havia sido vendido por aproximadamente R$ 10 milhões e o leiloeiro, que teria o direito de ficar com 5% deste valor, optou por ficar com 4%.

O exigido da vítima era cerca de R$ 50 mil, entretanto, depois de alguns meses, os dois chegaram a um acordo de R$ 25 mil. Após conbinar o pagamento R$ de 5 mil com a vítima em uma padaria, o oficial de justiça foi detido em flagrante.

A investigação, que começou em junho, também indicou que o homem ameaçou a vítima, afirmando que um outro leiloeiro no município seria o beneficiado através de uma familiar do oficial que trabalha na justiça. A mulher é tratada como suspeita no caso.

 

 

Leia Também

Deixe o seu comentário!