Uma operação denominada Fratres, que envolveu a Polícia Civil e a Brigada Militar, frustrou assaltos a bancos que iriam acontecer na Serra Gaúcha. De acordo com a ocorrência, a ação iniciou na madrugada desta quarta-feira, 17, para evitar roubos a agências bancárias que estavam sendo planejados por uma facção criminosa. O mentor dos crimes seria um condenado que atuou no roubo a um carro-forte com o uso de explosivos em Bento Gonçalves, em 2018.

Na operação foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão em Bento Gonçalves e Dois Lajeados, onde a polícia prendeu duas pessoas por posse ilegal de arma de fogo com numerações raspadas.

No município de Bento Gonçalves foram apreendidas duas pistola calibre 380, um revólver 38, um Audi Q3 avaliado em mais de R$ 84,9 mil, além de joias, que em tese seriam de ouro, celulares, notebooks e tablets. Em Dois Lajeados os policiais apreenderam R$ 43,4 mil.

O nome Fratres, que significa irmãos em latim, se deu pela ligação das lideranças da facção que seriam um grupo de irmãos com grande influência sobre os demais integrantes.

Leia Também

Deixe o seu comentário!