A Polícia Civil realizou uma operação em cinco municípios gaúchos na manhã desta quarta-feira, 26. A iniciativa da 1ª Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos (Deic) cumpriu uma série de medidas cautelares de busca e apreensão e prisões preventivas de membros de uma organização criminosa responsável pelo ataque com explosivos ao Banco do Brasil de Canguçu, no sul do estado, em julho deste ano. Ao todo 13 pessoas estavam sendo investigadas.

Conforme o delegado João Paulo de Abreu, o grupo é o mesmo que praticou o assalto na agência do Banrisul no bairro Nova Vicenza, em Farroupilha, no dia 21 de julho, e a tentativa de roubo a um caixa eletrônico de um posto de combustíveis na RSC-453 uma semana depois. Ainda segundo Abreu, parte da quadrilha já está presa e, nesta manhã, foi capturado Adelar Correa em uma casa no município de Farroupilha. Ele deve ser conduzido para o Deic em Porto Alegre.  

Outros cinco integrantes que também tiveram mandado de prisão já haviam sido detidos anteriormente, incluindo Agostinho Justakoski, apontado pelo polícia como principal líder da organização, o qual foi detido em Dilermando de Aguiar.  

Mais de 40 policiais participaram da operação realizada em Farroupilha, São Miguel das Missões, Eugênio de Castro, Santa Maria e Lajeado por roubos ocorridos nas cidades de Canguçu, Farroupilha, Arroio do Padre, São Valério do Sul e Dilermando de Aguiar em julho e agosto deste ano. 

Confira a entrevista no áudio abaixo 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!