O subcomandante do 36º Batalhão de Polícia Militar (BPM), major Giovani Gomes, pediu para que a população denuncie as festas clandestinas e outros crimes que estão acontecendo em Farroupilha e região. Conforme o major, não há necessidade que o denunciante se identifique, mas ele ressaltou que a informação deve ser repassada da forma mais completa possível. Gomes explicou que as delações podem ser realizadas pelo número de urgência da Brigada Militar, o 190 e também através do WhatsApp (54) 9 9666-9278.

Durante sua participação, ele também salientou sobre o trabalho que está sendo desenvolvido pela polícia, durante a pandemia da covid-19. Conforme o major, muitos crimes continuam acontecendo e outros diminuíram. Ele destacou que as operações, principalmente para manter a sensação de segurança nos centros urbanos, bairros e área rural é um trabalho contínuo em virtude de que muitos estabelecimentos estão em funcionamento durante estes períodos de bandeira preta. “Nos estamos na rua fazendo este atendimento”, pontuou.

Outro assunto abordado pelo subcomandante foi a questão de casos de covid-19 em militares. Gomes comentou que cerca de 300 homens de todo o lotados na BM já contraíram o vírus e a corporação segue um protocolo rígido para que não haja uma contaminação no ambiente de trabalho. Desta forma, todos os policiais que apresentam sintomas são testados e se forem positivados são afastados por 14 dias.

Ao final comentou sobre a vacinação de profissionais da área de segurança que está ocorrendo em todo o estado. Nesta terça-feira, 6, a partir das 13h30 os militares irão receber a primeira dose da imunização contra a covid-9. “Estamos muito contentes e queremos agradecer o poder público municipal”, frisou.

OUÇA A ENTREVISTA NO ÁUDIO ABAIXO

Áudios

Deixe o seu comentário!