Um princípio de rebelião foi registrado no último sábado, 25, por volta das 11h30, na Penitenciária Estadual de Bento Gonçalves em Linha Palmeiro, no interior do município.

Os apenados atearam fogo em colchões na galeria B e fizeram cinco pessoas como reféns. Agentes penitenciários da Secretaria de Administração Penitenciária e da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Seapen/Susepe) conseguiram controlar e restabelecer a paz em torno das 18h de sábado ainda. A Susepe informou que 12 detentos sofreram ferimentos leves durante a rebelião.

Com isso, a Susepe resolveu transferir pelo menos 17 presos para outras casas prisionais em Uruguaiana, Charqueadas, Ijuí, Bagé, Pelotas e Rio Grande.

Alguns famíliares dos apenados alegam que muitas vezes os presos ficam sem comer e são castigados de forma agressiva pelos agentes penitenciários. Além disso, os detentos reivindicaram um espaço adequado para visitas dentro da unidade prisional, que foi inaugurada há quatro meses. Eles também pedem que seja dada prioridade a famílias com crianças.

O descontentamento foi motivado porque os agentes penitenciários teriam se negado a atender as solicitações e evacuaram os familiares do interior da casa prisional.

Deixe o seu comentário!