A Polícia Civil de Farroupilha entrou em greve, aderindo a paralisação estadual em virtude do novo plano de carreira proposto pelo governador Eduardo Leite.

Por orientação do Sindicato dos Agentes da Polícia Civil do Rio Grande do Sul (Ugeirm), estão sendo realizadas apenas as ocorrências de flagrante como latrocínio, homicídio, estupro, crime envolvendo crianças, adolescentes e idosos, Lei Maria da Penha e furto ou roubo de veículo. A greve é por tempo indeterminado.

Demais ocorrências podem ser registrada na delegacia online.

Deixe o seu comentário!