Sobre o ocorrido na sexta-feira, o presidente do Mocovi, Glacir Gomes considerou que delegado Thiago Vicentini de Oliveira foi muito legalista e poderia ter tratado a situação de outra forma. Para Glacir a atitude pode fazer com que ele seja uma persona non grata em Farroupilha. Na entrevista reproduzida no Panorama desta terça-feira, Glacir afirmou que a Polícia Civil está disputando “beleza” quando não deveria. Ainda na entrevista, o presidente do Movimento Comunitário de Combate a Violência ventilou uma informação que preocupou os promotores que participaram do Fim de Expediente. Glacir Gomes assegurou que o Mocovi não irá mais pagar o salário dos seis estagiários que hoje trabalham na delegacia. A tomada de decisão é justificada por ele devido à cobrança da comunidade. 

Acompanhe as manifestações abaixo. 

Áudios

Deixe o seu comentário!