O homem de 30 anos que atirou no ex-esposo de sua atual companheira em Farroupilha responderá pelo crime de tentativa de homicídio qualificado em liberdade. A jutificativa, segundo o advogado do acusado, Carlos Alberto Sandoval, é que ele é réu primário, tem carteira assinada e endereço fixo.

Conforme a ocorrência policial, a Brigada Militar (BM) foi até a Rua Domingos Roncatto, no bairro Industrial, na última segunda-feira, 2, para averiguar uma tentativa de homicídio. Segundo o relato da mulher à polícia, a vítima, que ficou com ferimentos no peito e no braço esquerdo, havia sido socorrida por seu amigo em um Chevrolet Prisma até o Hospital São Carlos. Ele já recebeu alta.

De acordo com Sandoval, a mulher tem dois filhos, de três e cinco anos, com a vítima. No último sábado, 31, de tarde, o homem compareceu na casa da ex-esposa para pedir que entregasse as crianças por conta da visita quinzenal, entretanto não era o dia de visitas. A partir desse momento, houve um desetendimento e a vítima começou a ameaçar o casal.

Por conta das ameaças, o acusado se armou e quando a vítima esteve pela segunda vez na residência de sua ex-esposa acabou alvejada pelos disparos. “A atitude do meu cliente, no sentido de se defender e defender a esposa grávida e os seus dois enteados, que são filhos da vítima. Ele só tomou essa atitude por conta das ameaças que vêm acontecendo há um ano”, argumentou. A arma usada no crime foi comprada de forma ilegal. 

Além disso, o advogado contou que a ex-esposa do homem baleado tem medida protetiva contra o pai de seus filhos e ele não poderia se aproximar. A reportagem da Spaço FM tenta contato com a vítima para fazer o contraponto.

OUÇA O ÁUDIO ABAIXO 

Áudios

Deixe o seu comentário!