O corpo de um mulher de 49 anos que morreu em 9 de novembro de 2019 e foi sepultada no dia seguinte, foi encontrado seminu fora do túmulo, horas depois. O caso aconteceu no cemitério Rincão da Madalena, em Gravataí.

Conforme laudos do Instituto Geral de Perícias (IGP), foi confirmada a presença de esperma no cadáver, tanto na região vaginal, quanto na região anal, sendo que o material coletado é de um mesmo indivíduo.

A polícia trabalha a partir de agora na verificação e a comparação desse perfil genético, através de exame pericial com algumas pessoas que estiveram no local do crime no mesmo horário.

Conforme delegado que acompanha o caso, a confirmação caracteriza o crime como vilipêndio a cadáver, com pena prevista de um a três anos de detenção.

Deixe o seu comentário!