O Partido Progressista (PP) e o Novo estão apoiando a candidatura de Adiló Didomenico (Psdb) no 2º turno das eleições em Caxias do Sul. O vereador mais votado do município, Maurício Marcon (Novo), e o parlamentar eleito, Alexandre Bortoluz (PP), estiveram no Fim de Expediente desta quinta-feira, 19, conversaram sobre o resultado do pleito e os motivos de abrirem voto em Didomenico.

De acordo com Marcon, o seu partido acredita em ideias liberais e o candidato Pepe Vargas se identifica mais com o comunismo. “Não faz o menor sentido, alguém que luta pela liberdade defender um partido comunista. Nós orientamos o voto antipetista", justificou.

Marcon explicou que se os dois mandatos de Vargas tivessem a aprovação maciça da população, ele teria feito um sucessor, coisa que não aconteceu. Ele ainda citou o exemplo do Lula (PT) que teve como sucessora a ex-presidente, Dilma Rousseff (PT). Segundo o vereador eleito, a rejeição da população pelo PT é muito grande o que mostra isso é que em nenhum prefeitura da região foram eleitos candidatos da sigla.

Bortoluz sublinhou também que no 2º turno, os caxienses vão votar em Adiló, manifestando o pensamento de Marcon. “O caxiense que vai votar em peso neste 2º turno, eu tenho certeza disso, não quer a esquerda”, opinou.

OUÇA O ÁUDIO ABAIXO 

 

Leia Também

Deixe o seu comentário!