O ministro da Cidadania, Osmar Terra foi um dos palestrantes da Assembleia de Verão 2019 realizada pela Famurs na cidade de Torres, nos dias 21 e 22. Durante o evento ele comentou sobre a aprovação da Reforma da Previdência, o projeto do pacto federativo e os programas assistenciais que o governo federal disponibiliza à população mais carente, visando a cidadania, o desenvolvimento social e a integração.

Em relação ao Bolsa Família, o ministro explicou que o programa já tirou mais de 20 milhões de famílias da situação de pobreza e que é destinado para quem precisa, não para pessoas que não tem necessidades. O ministro enfatizou ainda que o programa oportuniza às famílias terem uma vida com mais dignidade. Ele ainda apontou que o pente fino nos benefícios continuarão e que é necessário avançar na inclusão produtiva das famílias de baixa renda. "O pente fino será permanente e se a pessoa não tiver uma explicação convincente ela sai do programa”, declarou.

Sobre a aprovação da Reforma da Previdência e o projeto do pacto federativo, Terra solicitou o apoio dos prefeitos para que interfiram favoravelmente junto aos deputados de suas bases. "Após a aprovação da Reforma da Previdência, o Brasil viajará num céu de brigadeiro”, exaltou.

Já para a área da cultura, ele afirmou que o governo prepara ações para democratizar inciativas artísticas em todo o país, referindo-se à Lei de Incentivo à Cultura (LIC) e a Lei Rouanet. Terra comentou que é necessário que as culturas locais e regionais voltem ter apoio e citou que os CTGs e entidades que preservam culturas étnicas, sejam as mais beneficiadas na divulgação de seus valores.

Confira no áudio abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!