O líder do governo na Câmara de Vereadores, Fabiano Picoli (PSB) comentou sobre as eleições municipais que ocorrerão em novembro.

O vereador salientou que se for preciso, a sigla ficará sem coligações, já que há possibilidade do Partido Democrático Trabalhista (PDT) e a Rede Sustentabilidade não se unirem com o PSB. “A gente tem que estar do lado de quem quer estar com nós”, afirmou.

Picoli ressaltou que na política as coisas mudam com frequência. O parlamentar deu exemplos do Partido Progressista (PP) e o Movimento Democrático Brasileiro (MDB), que no passado não estavam juntos e nestas eleições firmaram uma parceria.

O líder do governo afirmou que partidos que fazem parte do governo devem tomar uma decisão logo sobre as coligações para o pleito de novembro. “A minha opinião é que essa tomada de decisão tem que acontecer essa semana ou semana que vem”, pontuou. O prefeito Pedro Pedrozo é um candidato natural da sigla para a reeleição.

Além da união de PP e MDB, o cenário atual aponta para uma possível junção do PDT na coligação. O presidente do PP, Kiko Paese já anunciou oficialmente que o empresário Fabiano Feltrin é um pré-candidato a prefeito pelo partido. Glória Menegotto, Fernando Silvestrin (PP) e Sedinei Catafesta (PSD) também deverão ser pré-candidatos na majoritária.

OUÇA O ÁUDIO ABAIXO 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!