A comissão processante sugeriu a cassação do mandato do prefeito de Caxias do Sul, Daniel Guerra (Republicanos) na manhã desta quarta-feira, 18, na Câmara de Vereadores.

O parecer final já foi protocolado e será avaliado pelo presidente da casa legislativa, Flávio Cassina (PTB), que fará uma intimação ao prefeito. Depois poderá convocar sessão de julgamento do plenário. Os vereadores votaram separadamente quatro itens: três pela cassação e um pelo arquivamento. Alceu Thomé (PTB) e Paula Ioris (PSDB) votaram pela cassação. Já Elisandro Fiuza (Republicanos) votou contra o parecer.

Pontos como a proibição da utilização da Praça Dante Alighieri para a bênção dos freis Capuchinhos e a Parada Livre, além de irregularidades na decisão de fechamento do Pronto Atendimento 24 horas foram levadas em consideração para a decisão final. 

Na manhã desta quarta-feira, 18, o vereador Rafael Bueno (PDT) concedeu uma entrevista à Spaço FM e declarou que acredita na aprovação do impeachment contra o prefeito de Caxias do Sul. O processo será votado na Câmara de Vereadores nesta sexta-feira, 20, às 9h.

Leia Também

Deixe o seu comentário!