O ex-prefeito de Farroupilha e liderança do partido Movimento Democrático Brasileiro (MDB), Bolivar Pasqual comentou sobre seu papel durante a campanha eleitoral que elegeu Fabiano Feltrin (PP) como prefeito do município. “O objetivo principal era de nós elegermos esta chapa”, declarou.

Pasqual destacou sua amizade com a família Feltrin e relembrou que a mãe de Fabiano, Marlene, foi colega dele na Câmara de Vereadores e sua secretária da Educação durante seu mandato de prefeito. Desta forma, o político frisou sua importância no contexto deste pleito e destacou que está à disposição para minimizar os problemas da comunidade, auxiliando a atual gestão. Ele foi questionado se existe uma mágoa de não ter sido convidado para ocupar algum cargo público na atual administração. “Nunca tive o objetivo de estar no primeiro escalão”, pontuou.

De acordo com Pasqual, ele já teve seu momento na gestão do município e comentou que sua esposa, a ex-primeira-dama Anita Pasqual está compondo o governo e auxiliando nas demandas pelo conhecimento na área de assistência social.

Ao final ele também comentou sobre a manifestação do integrante da executiva do MDB, Sérgio Rossi, que afirmou que algo de errado existe no partido por não ter elegido nenhum prefeito nas últimas três eleições municipais. Pasqual não concordou com a fala e enfatizou o bom momento em que a sigla passa. Ele relembrou que o vice-prefeito eleito, Jonas Tomazini é integrante do MDB e nos últimos pleitos a sigla elegeu prefeitos, vereadores com grande representatividade no município e deputados estaduais. “Há hoje novas lideranças surgindo e estas novas lideranças precisam de espaço”, destacou.

OUÇA A ENTREVISTA NO ÁUDIO ABAIXO

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!