A prefeitura de Farroupilha emitiu um despacho na manhã desta sexta-feira, 17, suspendendo completamente o contrato da plataforma da saúde, conforme orientou o Tribunal de Contas do Estado (TCE).

O prefeito Claiton Gonçalves (PDT) colocou a responsabilidade de questões ligadas a área da saúde no Observatório Social, que denunciou o documento ao TCE. “Esse despacho coloca a responsabilidade da saúde do município nos despachos e dos seus autores. Em cima dos resultados adiante nós temos os responsáveis, que são os interpositores. Eles vão ter que adiante dar as suas explicações a comunidade”, pontuou.

O Observatório Social de Farroupilha reverteu a liminar que autorizava o pagamento da segunda parcela da plataforma de saúde no valor de R$ 1,96 milhão nesta quinta-feira, 16.

Leia Também

Deixe o seu comentário!