Em uma sessão que se estendeu até a madrugada desta quinta-feira, 16, o Plenário da Câmara dos Deputados concluiu a votação do projeto de lei que institui o Novo Código Eleitoral (PLP 112/2021). O texto trouxe pontos polêmicos, entre os quais uma quarentena maior para a candidatura de integrantes do magistrado e da segurança pública.

Por 273 votos a 211, os deputados aprovaram emenda aglutinativa fixando em quatro anos o tempo mínimo de desligamento do cargo antes do pleito para juízes, membros do Ministério Público, policiais federais, rodoviários federais, policiais civis, guardas municipais, militares e policiais militares que pretendam ser candidatos.

Pelas regras atuais o período mínimo de afastamento do cargo é de dois anos antes do pleito.

Confira como votaram os deputados gaúchos

VOTO FAVORÁVEL 

Afonso Hamm (PP) - Sim
Afonso Motta (PDT) - Sim
Alceu Moreira (MDB) - Sim
Bohn Gass (PT) - Sim
Carlos Gomes (Republican) -Sim
Giovani Cherini (PL) -Sim
Henrique Fontana (PT) -Sim
Marcon (PT) -Sim
Maria do Rosário (PT) -Sim
Marlon Santos (PDT) -Sim
Nereu Crispim (PSL) -Sim
Paulo V. Caleffi (PSD) -Sim
Pedro Westphalen (PP) -Sim
Pompeo de Mattos (PDT) -Sim

VOTO CONTRÁRIO

Bibo Nunes (PSL) -Não
Covatti Filho (PP) - Não
Daniel Trzeciak (PSDB) – Não
FernandaMelchionna (PSOL) -Não
Giovani Feltes (MDB) -Não
Heitor Schuch (PSB) -Não
Jerônimo Goergen (PP) -Não
Liziane Bayer (PSB) -Não
Lucas Redecker (PSDB) -Não
Marcel van Hattem (Novo) -Não
Marcelo Brum (PSL) -Não
Marcelo Moraes (PTB) – Não
Márcio Biolchi (MDB) -Não
Maurício Dziedrick (PTB) -Não
Osmar Terra (MDB) -Não
Paulo Pimenta (PT) -Não
Sanderson (PSL) -Não

 

 

Deixe o seu comentário!