O vereador Sandro Trevisan (PP) afirmou durante entrevista no Spaço Rádio Jornal desta quinta-feira, 21, que os parlamentares não eram consultados no governo de Claiton Gonçalves (PDT). 

De acordo com o vereador, após a saída do procurador geral do município Valdecir Fontanella, Gonçalves ficou isolado e os legisladores tinham dificuldade de se relacionar com o então prefeito. “Ele sempre no mundo dele afastado do nosso”, salientou.

Trevisan exemplificou uma situação de 2019, na qual um documento da prefeitura foi enviado para a Câmara de Vereadores que estava escrito na parte inferior 'não mostrar isso para os vereadores'. "Nós íamos buscar explicações e era explicado de maneira diferente do que realmente é", desabafou.  

O parlamentar questionou se o governo de Gonçalves era transparente como o ex-prefeito afirmava ser. Trevisan ainda sugeriu que ele deveria ter feito licitação oferecendo oportunidade para as empresas de advocacia da região e não contratar alguém do Rio de Janeiro, quando designou uma consultoria do contrato da plataforma de saúde. 

OUÇA A ENTREVISTA NO ÁUDIO ABAIXO 

 

Leia Também

Deixe o seu comentário!