O ex-deputado estadual Alvaro Boessio participou do programa Fim de Expediente desta terça-feira, 7, e comentou sobre o arquivamento do processo de um suposto funcionário fantasma em seu gabinete. Boessio teceu várias críticas ao repórter Giovani Grizotti da RBS TV, responsável pela matéria investigativa que envolveu o então assessor Daniel Maccari. A reportagem mostrou o servidor trabalhando como corretor de imóveis em Farroupilha. Apesar disso, o documento indicou que não há provas de que Maccari trabalhasse efetivamente nas duas funções. “Essa matéria acabou com nossas vidas”, enfatizou.

Boessio também comentou sobre a votação de políticos que não são de Farroupilha e destacou que os eleitores devem buscar as reivindicações do município com eles. O político salientou que ainda é cedo para cobrar da deputada Francis Somensi algum resultado, pois ele sabe das dificuldades enfrentadas pelos parlamentares.

Durante a entrevista ele também opinou sobre o governo federal. "Bolsonaro vai ser um Collor de Melo piorado”, concluiu. Por fim ele respondeu as críticas feitas pelo vice-prefeito Pedro Pedrozo ao empresário Fabiano Feltrin e ao ex-prefeito Wilson Cignachi. Ele declarou que para as próximas eleições somente irá apoiar o Partido Progressista se o candidato for Fabiano Feltrin.

 Leia também

Almoço em benefício a Kauan Machado arrecada mais de R$ 20 mil

Trio é preso após briga no centro de Farroupilha

Filho agride pai no bairro Primeiro de Maio em Farroupilha

Áudios

Deixe o seu comentário!