O Partido Republicanos anunciou a saída da base do governo em Farroupilha. Em uma nota divulgada na manhã desta quinta-feira, 13, a sigla justificou que a decisão foi tomada após conversas com a comunidade, ouvindo opiniões e sugestões.

No comunicado o Republicanos deixa em aberto o futuro, afirmando que trilhará um “novo caminho com quem desejar construir e contribuir para a política do bem”.

O presidente da sigla, Tiago Ilha já entrou como suplente na Câmara de Vereadores durante a semana do impeachment do ex-prefeito Claiton Gonçalves (PDT), após o vereador Rudmar Élbio da Silva (PSB) tirar licença do Legislativo. Na ocasião, Ilha votou contra a cassação dos direitos políticos de Gonçalves.

Com a saída do partido, a base de governo ficou apenas com o Partido Socialista Brasileiro (PSB), Partido Democrático Trabalhista (PDT), Partido dos Trabalhadores (PT) e Partido Comunista do Brasil (PC do B).

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA 

Nota do Republicanos sobre a saída do atual Governo Municipal de Farroupilha.

Considerando nossa luta por um projeto de governo realmente inovador, sustentável e verdadeiro que defendemos e buscamos para o município de Farroupilha; por mantermos a coerência em nossas ações e decisões políticas, ouvindo a voz da comunidade e de seus representantes legítimos; e por honrar um compromisso que assumimos com todos os farroupilhenses, de trabalhar em prol do interesse público permeado pelos princípios da fé, do trabalho, da família, da união, da solidariedade, do respeito e da educação; nós, do partido Republicanos, estamos anunciando oficialmente, nossa saída voluntária e espontânea do atual Governo Municipal.

Esta decisão foi tomada pelos integrantes da família republicana, que conversaram com a comunidade, ouvindo opiniões e sugestões que se somaram à nossa essência partidária, de promover o desenvolvimento social e econômico, fazendo o bem para as pessoas e preservando os valores morais da família, da honestidade, do caráter e do respeito ao ser humano acima de tudo. Esses princípios e valores nos motivam a trilhar um novo caminho, ainda em aberto, com quem desejar construír e contribuir para a política do bem.

Acreditamos em um projeto de cidade estruturante, que pense em um recomeço após a crise gerada pela pandemia, que apresente soluções viáveis e verdadeiras diante da nova realidade que se apresenta, que valorize as obras e transformações que já foram feitas na nossa cidade e que promova as melhorias ainda necessárias, que sempre irão existir nesse processo constante de evolução.

Precisamos nos reinventar, precisamos dar nova esperança ao nosso povo, valorizar a nossa terra e a nossa gente. Precisamos nos renovar, com energias, pensamentos e ações propositivas. Precisamos do novo, sim, mas que seja o novo de verdade, sem deixar de lado a experiência de quem muito já fez por Farroupilha. É hora de recomeçar.

Leia Também

Deixe o seu comentário!