O segundo debate com os candidatos a prefeito de Farroupilha na Spaço FM foi realizado neste sábado, 7. Glória Menegotto (Rede), Sedinei Catafesta (PSD), Fabiano Feltrin (PP) e Pedro Pedrozo (PSB) responderam as primeiras perguntas em dois minutos.

ASSISTA O PROGRAMA EM VÍDEO 

O segundo bloco foi marcado pelos questionamentos dos ouvintes. Glória destacou que é preciso promover a capital nacional do moscatel e, segundo ela, o seu plano de governo tem um programa para isso, com o intuito de promover a marca. Além disso, é necessário fazer viagens para enaltecer o título que o município carrega. Catafesta foi perguntado sobre quais melhorias Farroupilha poderia receber para ter uma boa imagem. Ele respondeu que é um dos projetos de seu governo asfaltar as ruas que necessitam de manutenção. Feltrin foi questionado sobre a taxa que as empresas pagam de licença ambiental. O candidato afirmou que é preciso ter agilidade no atendimento e é preciso desburocratizar o processo de licença. Pedrozo também salientou a necessidade da redução de salários dos servidores. O atual prefeito pontuou que já fez um projeto de diminuição de cargos e salários, mas a bancada do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e o Progressistas não aprovaram. Glória comentou que votou a favor da diminuição de cargos. Feltrin reafirmou que fará uma reforma administrativa.

Sobre o bairro Pio X, Glória pontuou que não pode ser perguntada sobre qualquer assunto de abandono do bairro, uma vez que nunca foi prefeita. Ela disse que tem muitas propostas para todos os bairros do município. Catafesta comentou sobre habitação e informou que o seu projeto habitacional prevê casa própria com sistema sustentável, destacando que não dará nada de graça, mas as pessoas terão condições de comprar a residência com boas condições. O candidato do PP sorteou uma pergunta. Feltrin citou três itens para promover o agronegócio, propondo que é necessária a capacidade de atendimento na Secretaria da Agricultura. O postulante explicou que é preciso ter mais equipamentos para o interior. Pedrozo salientou que o Pró-Saúde tem 280 funcionários e o cuidado com a saúde deve continuar.

No terceiro bloco, os candidatos fizeram perguntas entre si. Glória perguntou para Catafesta sobre a confiabilidade das pesquisas em Farroupilha. O candidato falou que se fosse pelas pesquisas, nem mesmo o presidente estaria no cargo. Em sua opinião, as pesquisas chegam a ser desrespeitosas. Na réplica, Glória disse que a pesquisa é “olho no olho”. Ela ressaltou que a conhece o município e as pessoas estão apoiando a sua eleição. Catafesta perguntou para Feltrin sobre a redução do IPTU e os aluguéis. Ele salientou que não há como diminuir o imposto, mas não aumentará. Ele sugeriu a reformulação de um novo Centro Administrativo para abrigar todas as secretarias em um mesmo local. O atendimento, em sua opinião, foi cortado há oito anos. Na réplica, Catafesta disse que a propaganda de Feltrin era enganosa, porque não há como diminuir esses impostos. Ele comentou que o seu governo vai realmente diminuir a máquina pública. Feltrin perguntou para Pedrozo sobre o ex-prefeito Claiton e os motivos pelo qual não apoia a candidatura de Pedrozo. O atual prefeito ressaltou que ficou até o final do governo de Claiton. Ele disse que fez várias coisas e o Feltrin não fez quase nada. Em contrapartida, Feltrin questionou sobre polêmicas do governo do Pedrozo. A assessoria do atual prefeito pediu direito de resposta de 30 segundos. Glória, em sua manifestação, disse que Pedrozo faltou com a verdade com o ex-prefeito Claiton. Ela disse que em nenhum momento atacou qualquer candidato. Na réplica, Pedrozo afirmou que a Glória fez parte do governo. Sobre Feltrin destacou que ele está fazendo campanha há 1,5 ano e tem interesses para assumir a prefeitura. No direito de resposta sobre a contratação do pai de seu candidato a vice, Francis Casali, Pedrozo ressaltou que o pai de Francis é da sua confiança, por isso o contratou.

No quarto bloco, Glória salientou que Pedrozo não esteve ao lado do ex-prefeito e pediu para o candidato desistir e votar no 18 (na Glória). Catafesta perguntou para Glória sobre os postos de saúde e a UPA que foi inaugurada, mas não funcionou. A candidata explicou que realizará mutirão da saúde para tirar o atraso das filas e a população terá vez. Na sequência, Pedrozo questionou acerca dos negócios que Feltrin fez com Raul Herpich sobre as cooperativas. Feltrin explicou que os negócios foram feitos de modo legal. Glória também perguntou para Feltrin o motivo pelo qual não quer ter uma mulher como prefeita. O candidato disse que a população precisa escolher o postulante mais preparado, independente de ser homem ou mulher. Feltrin, no direito de resposta, destacou que a sua família sempre ajudou Farroupilha. Pedrozo perguntou para Catafesta sobre o projeto que foi rejeitado. Ele explicou que enxugará a máquina pública com a diminuição de Cargos em Comissão (CCs). Feltrin perguntou para Glória se é correto um governo fazer trabalhos durante a campanha para criar ilusões. Ela respondeu que essa questão é vergonhosa, porque há muitas obras que não estão sendo feitas. Ela também comentou que Feltrin prometeu diversas coisas, mas também não concluiu diversas das suas promessas.

No último bloco a Farmed enviou uma manifestação para todos os candidatos, colocando em uma nota todos problemas que a saúde enfrenta, e pedindo para que apresentem nos seus programas de rádio quais as propostas dos candidatos para essas questões. Ao final, os candidatos agradeceram os apoiadores e encerraram os seus pronunciamentos.

Deixe o seu comentário!