A Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne) protocolou nesta segunda-feira, 29, um pedido de flexibilização das regras previstas pelo Governo do Rio grande do Sul. A medida visa amenizar algumas das restrições que afetam severamente o comércio. A associação realizou um levantamento para embasar a ação com critérios do comitê técnico como a vacinação dos grupos acima dos 70 anos, pessoas que representam 30% das internações hospitalares.

Segundo o estudo, o atual cenário da região permitiria o direito à cogestão, com flexibilização na abertura dos restaurantes, possibilitando a entrada até as 20h e a saída até as 22h, bem como a liberação dos cursos profissionalizantes, tendo em vista que já se adequaram às regras, apresentam turmas reduzidas e por serem técnicos não conseguem se adequar à prática online. Com as indicações será possível a permanência de clientes nos recintos ou nas áreas internas e externas de circulação ou de espera de restaurantes, bares, lancherias e sorveterias até as 22h, inclusive nos sábados, durante o período integral.

Com o protocolo devidamente encaminhado, agora a Amesne aguarda resultado positivo por parte do governo estadual.

Deixe o seu comentário!