O ex-prefeito e presidente do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), Ademir Baretta, rebateu críticas que vem recebendo de algumas pessoas de que terá voz ativa dentro do governo do prefeito e vice eleitos Fabiano Feltrin (PP) e Jonas Tomazini (MDB).

Baretta salientou que não estará no governo e deixará que Feltrin e Jonas sejam protagonistas da administração nos próximos quatro anos. “Quem vai mandar no governo é o Feltrin e o Jonas. Eles ganharam a eleição para isso, eles estão preparados para isso e são altamente qualificados para isso”, enalteceu.

Segundo o ex-prefeito, não há distribuição de cargos e o seu partido ajudará da forma que Feltrin e Jonas entenderem adequada. “Nós vamos sim apresentar uma lista de nomes do MDB para que o Fabiano e o Jonas possam analisar e os que eles entenderem aproveitáveis para a composição do governo, dentro da proposta de governo deles, levarão sim a participação do MDB no governo”, explicou.

Sobre o processo que está envolvido, no qual supostamente teria ocorrido desvio de R$ 16 milhões no governo do ex-prefeito Bolivar Pasqual (MDB), Baretta acredita que será absolvido, uma vez que não assinou documentos de transações envolvendo esses valores.

OUÇA O ÁUDIO ABAIXO 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!