O procurador-geral do município de Farroupilha, David Tolomeotti Ramos, foi exonerado nesta sexta-feira, 15. O fato foi publicado no Diário Oficial desta data. Tolomeotti foi contratado no dia 3 de abril após o prefeito Claiton Gonçalves retornar ao cargo após problemas de saúde.

Em contato com Tolomeotti, ele explicou que sua saída do governo era um acordo feito com o prefeito. A alteração já estava definida para esta sexta antes da decisão do processo de impeachment contra o gestor.

Ainda nesta quinta-feira, 14, a reportagem da Spaço FM apurou que o Ministério Público entrou com uma ação civil pública de improbidade administrativa contra o prefeito de Farroupilha, Claiton Gonçalves. O processo sob o número 5001159-83.2020.8.21.0048 tem ainda como réus o procurador, o advogado Rogério Borba da Silva e o município de Farroupilha.

O processo corre em segredo de justiça, mas os fatos podem estar ligados ao pagamento de R$ 120 mil pelos serviços advocatícios contratados pela empresa Rogério Borba Sociedade Individual de Advocacia. Os trabalhos executados pela empresa tem por objetivo a consultoria e auditoria jurídica no âmbito do direito público acerca do processo licitatório número 31/2019, o qual trata da aquisição de um software para gerenciamento da saúde pública no município.

O pagamento foi realizado na data de 13/05/2020 sob o empenho número 2020/5676.

 

Leia Também

Deixe o seu comentário!