O secretário de Gestão e Desenvolvimento Humano, Rafael Gustavo Portolan Colloda, participou do programa Fim de Expediente desta segunda-feira, 11, e comentou sobre as ações que estão sendo desenvolvidas nestes primeiros 10 dias do governo Fabiano Feltrin e Jonas Tomazini.

Colloda destacou que todas as secretarias estão realizando levantamentos de equipamentos utilizados por cada repartição. Os primeiros dados de frota foram apresentados pela pasta de Desenvolvimento Urbano, Infraestrutura e Trânsito (Obras), que conta com 36 veículos. Dois estão fora de operação, cinco são classificados como bons, cinco como ruins, cinco como sucata e 19 como regulares.

A partir destes relatórios, a Secretaria de Gestão pretende iniciar o planejamento de economia do município com a implementação de projetos para o desenvolvimento. Colloda ressaltou o empenho da administração com projetos de anticorrupção e o enxugamento da máquina pública, onde já apresentou a diminuição de 14 para nove secretarias. Outro ponto abordado pelo secretário foi a questão da modificação de locais de alguns serviços para otimizar tempo e economizar. Uma delas foi a unificação das secretarias de Meio Ambiente e Planejamento, que são geridas pela secretária Cristiane Girelli Chiele, além do setor de Recursos Humanos (RH), que no momento está no Centro de Atendimento ao Cidadão (Ceac) e será recolocado no Centro Administrativo para agilizar os processos.

O levantamento de dados também já foi feito em algumas estruturas dos prédios públicos, como na Casa de Cultura que apresenta problemas na parte elétrica. Na prefeitura ele destacou que o local precisa de uma reforma, além da antiga biblioteca pública que no momento é sede da Secretaria de Turismo. De acordo com Colloda, o objetivo é colocar a secretaria no Ceac e retornar com a biblioteca no prédio da antiga prefeitura localizado na Rua Coronel Pena de Moraes. Desta forma, o aluguel pago pela administração para a sala ocupada pela estrutura na Rua 13 de Maio, que é de R$ 6.886,85, será economizado.

Na questão do funcionalismo público, Colloda foi enfático e abriu os números de dezembro de 2020 e relacionou com a atual administração. Na gestão passada eram 1.359 funcionários, sendo que deste número 879 são servidores da educação e 480 na administração. No ano anterior a prefeitura contava com 120 cargos de confiança e até o momento tem 57, sendo que 10 deles são pessoas que por algum motivo estão em licença e são da antiga administração. Outro dado apresentado foi o número de estagiários que era de 121 e agora são 37. De acordo com o gestor, alguns cargos serão ocupados pela atual administração, mas o prefeito Fabiano Feltrin determinou ao seu secretariado para que ajuste suas estruturas para a diminuição de gastos.

Ao final, ele destacou que mesmo com menos funcionários, os serviços seguem sem interferência e estão sendo entregues para a população.

OUÇA A ENTREVISTA NO ÁUDIO ABAIXO

Áudios

Deixe o seu comentário!