O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite voltou atrás, após o anúncio feito pelo secretário da Fazenda, Marco Aurélio Cardoso, em que o pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (Ipva) 2020, não seria mais parcelado e que deveria ser pago durante o mês de janeiro do próximo ano.

Diante das repercussões negativas, tanto da base aliada ao governo, quanto da população gaúcha, representada por órgãos, instituições e entidades, o governador, após ouvir a base em reunião nesta terça-feira, 5, no Palácio Piratini, decidiu recuar.

Com a decisão, o contribuinte terá novamente a opção de realizar o pagamento do imposto de forma parcelada, mantendo o mesmo formato aplicado pela Secretaria da Fazenda em 2019, mantendo incluisive os descontos por antecipação do pagamento.

Confira no áudio abaixo a declaração do governador

Áudios

Deixe o seu comentário!