Os casos do ex-vereador Raul Herpich (PDT) e do vereador Sedinei Catafesta (PSD), denunciados pelo Ministério Público (MP), estão em tramitação na Câmara de Vereadores de Farroupilha. Conforme o presidente da Comissão de Ética, Fabiano Piccoli (PT), Catafesta já apresentou sua defesa no último dia 24, enquanto Raul Herpich tem até a próxima segunda-feira, 14, para expor sua versão dos fatos.

No caso do Herpich, o relator poderá apresentar o relatório em até cinco sessões ordinárias após o término do prazo para a defesa. Na situação de Catafesta, o prazo para expor o parecer é até 22 de outubro.

As punições para os políticos podem ser uma advertência, suspensão, ou indicativo para cassação. Depois do relatório ser apresentado, o revisor analisa, a Comissão de Ética realiza a votação e em seguida irá ao plenário. "Nós estamos seguindo o regimento interno para que as denúncias sejam apuradas e também para os acusados apresentarem suas defesas”, explicou Piccoli.

De acordo com o processo, diversos depósitos bancários foram efetuados nas contas de Herpich e seus familiares, o que foi entendido como apropriação indébita de valores de mais de cinco mil pessoas.

Já Catafesta foi acusado pelo MP de ter recebido R$ 20 mil em propina na compra de um arquivo metálico para a Casa Legislativa, quando era presidente em 2014.

Ouça o áudio abaixo 

 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!