Uma Comissão de Ética Parlamentar será criada na Câmara de Vereadores de Farroupilha. O requerimento para a instalação da comissão foi entregue ao presidente da Câmara de Vereadores, Sandro Trevisan nesta segunda-feira, 1º de julho. Conforme o Legislativo, a comissão deve ter integrantes de todos os partidos, sendo eles: MDB, PP, PT,Rede, PSB, PDT, PRB e PSD. 

A criação está fundamentada na Resolução 390/2002, que disciplina sobre o código de ética parlamentar da câmara. O documento foi confeccionado pelo vereador Fabiano Piccoli da bancada do PT.

Conforme Trevisan, a formação do comitê é necessária após a investigação do Ministério Público sobre os casos de corrupção e desvio de dinheiro envolvendo o ex-vereador Raul Herpich (PDT) e o vereador Sedinei Catafesta (PSD), que retornou ao Legislativo nesta segunda e tem contra ele uma denúncia de ter recebido propina de R$ 20 mil quando era presidente da casa em 2014.

De acordo com o vereador Jonas Tomazini, o julgamento político deve ser realizado para que a câmara volte a ter uma imagem positiva. A solicitação de instauração da comissão de ética foi solicitada uma semana após a Câmara de Vereadores ser apontada pelo Tribunal de Contas do Estado como 100% transparente.

OUÇA AS ENTREVISTAS NOS ÁUDIOS ABAIXO

Áudios

Deixe o seu comentário!