O prefeito de Caxias do Sul, Daniel Guerra (Republicanos) se manifestou após ser afastado do cargo em sessão da Câmara de Vereadores que durou dois dias. A manifestação de Guerra foi através das redes sociais um pouco depois de meio-dia deste domingo, 22. 

No post publicado no Facebook, o prefeito afirmou que o ato de aprovação do seu impeachment foi o maior ataque à democracia e recorrerá à justiça. "Hoje (domingo) se materializou o maior ataque à democracia. Buscaremos o que é de direito da população nos diversos remédios judiciais", postou.

Leia mais 

Após impeachment ser aprovado, Daniel Guerra é afastado da prefeitura de Caxias do Sul

A defesa do prefeito já assinou o decreto de afastamento depois de ter saído da Câmara antes da sessão ter terminado. A defensora de Guerra, Cássia Kunh havia justificado sua saída por conta de uma queda de pressão. O documento deve ser publicado no Diário Oficial da União nesta segunda-feira, 23.

Dezoito vereadores votaram a favor do impeachment de Guerra e apenas quatro estiveram contra a aprovação do processo, sendo que o presidente da casa Legislativa, Flávio Cassina (PTB) se absteve do voto. O próximo passo do presidente da Câmara é convocar eleições indiretas em 30 dias para definir quem será o novo chefe do Executivo. Quem assume a prefeitura por enquanto é Flávio Cassina. 

Leia Também

Deixe o seu comentário!